Taxa Selic Meta x Taxa Selic Over: você sabe a diferença?

Eu duvido que exista algum brasileiro que nunca tenha ouvido falar sobre a Taxa Selic
(ao menos uma vez na vida rs)!


No Jornal Nacional, por exemplo, essa “mocinha” é sempre mencionada! Acontece que
muitos brasileiros desconhecem o seu significado e principalmente, a sua importância.


Quando falamos de Taxa Selic, é importante entendermos o contexto em que ela está
inserida e eu vou te explicar o motivo.


Existem duas Taxas Selic, a Meta e a Over. A qual delas o William Bonner se refere no
jornal, você sabe?


Taxa Selic Meta


A Taxa Selic Meta é a que você está acostumado a ouvir nos noticiários.


Ela é a taxa básica de juros da nossa economia e influencia as demais taxas de juros
praticadas no país, sejam as que o banco cobra ao conceder um empréstimo, ou as que o
investidor receberá ao realizar uma aplicação financeira.


Essa taxa é uma referência para o custo do crédito no Brasil, ou seja, uma “tabela fipe”
do dinheiro (é a primeira taxa utilizada para a formação dos preços).

Percebe a importância dessa taxa na sua vida?


O nome Selic quer dizer Sistema Especial de Liquidação e de Custódia, que nada mais é
que o sistema administrado pelo Banco Central onde são negociados os Títulos Públicos Federais
(compra e venda). Já a taxa Selic está ligada aos juros que o governo oferece neste sistema. O
Tesouro Selic, é um exemplo.


“A Selic é a taxa básica de juros da economia. É o principal instrumento de política
monetária utilizado pelo Banco Central (BC) para controlar a inflação. Ela influencia todas as
taxas de juros do país, como as taxas de juros dos empréstimos, dos financiamentos e das
aplicações financeiras.” (Banco Central)


Mas como é definida a Taxa Selic Meta?


O CMN (Conselho Monetário Nacional), periodicamente, fixa uma meta para a inflação
do país. A partir daí, o Banco Central, através da Política Monetária, atuará na economia para
alcançar esta “meta”.


Eu já falei aqui sobre Política Monetária e você pode rever o artigo para aprofundar os
seus conhecimentos.


O Copom, o Comitê de Política Monetária do Banco Central é o responsável por
determinar a Taxa Selic Meta, que influenciará em nosso consumo ao deixar o crédito mais
“caro” ou “barato”.

Este Comitê se reúne a cada 45 dias para definir se a Taxa Selic Meta aumenta, diminui
ou se mantém estável.

“As decisões do Copom são tomadas visando com que a inflação medida pelo IPCA situe-
se em linha com a meta definida pelo CMN.” Banco Central

Taxa Selic Over


A Taxa Selic Over é a taxa de juros praticada (efetiva) nas operações interbancárias
lastreadas em Títulos Públicos Federais com o prazo de 1 dia. Ou seja, quando uma instituição
financeira empresta dinheiro para outra e usa, como garantia, os Títulos Públicos Federais que
ela tem.


Lembra que a Taxa Selic Meta é uma referência, uma “tabela fipe” do dinheiro? Pois é.
Nem sempre você venderá o seu carro pelo preço da Fipe, não é mesmo? Sendo assim, podemos
seguir o mesmo raciocínio para a taxa Selic Over.


As instituições financeiras terão a Selic Meta como uma referência para suas
negociações
e a taxa Selic Over será determinada pela média ponderada de todas as transações
que elas fizerem em 1 dia, tendo como garantia, os Títulos Públicos Federais.

Aqui já podemos falar sobre o CDI!


E eu te convido a acompanhar os próximos artigos!